terça-feira, 13 de outubro de 2015

PORTADOR DE CMT PODE TRABALHAR COMO PCD?

Artigo de minha autoria sobre o qual eu tiro algumas  dúvidas sobre vagas PcD's e oriento os portadores de Charcot Marie Tooth sobre o direito de candidatar-se a vagas para deficientes no setor privado e também no setor público.


Link Original:

http://abcmt.org.br/doc/boletim9.pdf
http://abcmt.org.br/category/boletim/


PORTADOR DE CMT PODE TRABALHAR COMO PCD? 
Lucas Rafael de Moura - Representante da ABCMT no interior de São Paulo

Muitas pessoas ouvem falar sobre PcD ou vagas para PcD`s, entretanto não sabem o que significa, ou ainda, têm muitas dúvidas se pode ser considerado um PcD ou não. Mas o que é PcD? Quem tem a síndrome de Charcot-Marie-Tooth pode ser caracterizado como PcD e trabalhar em alguma vaga reservada às pessoas com deficiências? Pode-se prestar concursos públicos concorrendo como candidato com deficiência? A resposta é SIM! Eu sou portador de CMT de grau moderado e já trabalhei em algumas vagas para PcD, e, atualmente, trabalho em uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Nesse artigo irei explanar alguns pontos para aqueles que tem algumas dúvidas sobre esse assunto. PcD é uma sigla que significa Pessoa com Deficiência. É utilizada para se referir às pessoas que possuem limitações permanentes (pessoas com deficiência visual, auditiva, física ou intelectual). São consideradas limitações permanentes quando a pessoa nasce com limitações ou as adquire no decorrer da vida (acidentes ou doenças diversas); e, não tem cura, ou seja, a pessoa deve se adaptar àquela situação. Com o aumento do número de pessoas com deficiência no Brasil, o governo adotou uma medida para incluir essas pessoas no mercado de trabalho. Foi então que a lei de cotas foi criada em 1991, incentivando as médias e grandes empresas a contratarem deficientes. LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991, lei de contratação de Deficientes nas Empresas; lei de cotas para Deficientes e Pessoas com Deficiência. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência e dá outras providências a contratação de portadores de necessidades especiais. Art. 93 - a empresa com 100 ou mais funcionários está obrigada a preencher de dois a cinco por cento dos seus cargos com beneficiários reabilitados, ou pessoas portadoras de deficiência, habilitadas, na seguinte proporção: - até 200 funcionários.................... 2% - de 201 a 500 funcionários........... 3% - de 501 a 1000 funcionários......... 4% - de 1001 em diante funcionários... 5%
Mas como eu faço para concorrer a uma vaga para PcD? Antes de tudo é preciso que você tenha um Laudo Médico diagnosticando a sua deficiência, o que ela causa e o seu respectivo CID (Código Internacional de Doenças). No meu caso, nos laudos estão descritos a Síndrome de Charco-Marie-Tooth, meu déficit de movimentação dos pés, equilíbrio comprometido e atrofia da massa muscular nas pernas, e com o CID 10 – G60.0 É importante que os laudos sejam atualizados a cada 6 meses. Feito isso, é só você apresentar esse laudo na empresa quando for fazer a entrevista e no ato da contratação, assim você já estará apto a trabalhar como PcD. Para prestar concursos como candidato deficiente, é preciso verificar as instruções do edital do concurso para concorrer às vagas reservadas. Normalmente, é solicitado o envio do laudo original , ou cópia autenticada, recente, de 6 meses até a data especificada no edital do concurso.*

Nenhum comentário:

Postar um comentário