sábado, 28 de dezembro de 2013

Phrase Anasily from “The Little Prince”

By Lucas Rafael

“I would try to find out, so, if this was a person of true understanding.  But, whoever it was, he, or she, would always say: That is a hat” - Antoine De Saint-Exupery

If we look this phrase from begin of the book, we can figure out how sensible and brilliant person was Antoine De Saint. Here, easily we realize that airplane pilot and writer man had have a great imagination and deep knowledge about the simplest things about life, since he was young.

Although his sweet heart and intelligence beyond normal people, he found many difficult to manifest his logic system. In addition, he hardly does others people understand a little bit about he used to say. For this reason, he felt sometimes, unhappy and misunderstood.

Even looking for people who could try to say different way about his draw, no matter what happens; they always say “the draw looks like a hat”. Instead continue at same way, Antoine has been a common person until the little prince arrives.

It’s worthy we thing that we cannot talk with any people about our ideals, feelings, goals and thoughts, because at a glance, mostly part of them, cannot watch thought their own eyes.

So, how Antoine says, “we can meet lot of people to talk about bridge, golf, politics and neckties” but it’s hard to meet anyone reliable to talk about fragments of life.

However we cannot give up, doesn’t matter where we are, we will be able to know a little prince.


quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

CRENÇAS

Por Lucas Rafael


Salve a Deus Pai todo poderoso; Salve Jeová; Salve o Senhor Javé; Salve o Eterno; Salve Yoshua; Salve Gaia; Zeus; Júpiter; Oxalá e Tupã.

Salve Jesus Cristo e a perfeição encarnada; Salve Abraão e a aliança com Deus, Salve Moisés o Príncipe do Egito; Salve o Profeta Maomé, o iluminado árabe; Salve Sidarta Gautama e a todos os Budas.

Salve Melquisedeque, amor ao próximo e à terra de Salém; Salve Davi e Salomão e a sabedoria dos grandes reis; Salve Confúcio e a moralidade pessoal e governamental; Salve Magnus Alexandre e a sua compaixão com os conquistados; Salve Nerva, Antonino Pio e Constantino, a arte de governar; Salve Spartacus e o amor à liberdade
.
Salve São Pedro e a todos os bons Papas; Salve a São Francisco e o seu amor por todas as formas; a São Cipriano e a dedicação à magia, ao Frei Galvão com suas pílulas curadoras, a São Jorge e o arrependimento pela lança, a Paulo de Tarso e a sua renuncia à perseguição; Salve Santo Agostinho, amor, filosofia e religião.

Salve a Virgem Maria cheia de graça, a Santa Terezinha com sua chuva de rosas, a Santa Clara e a resignação pela pobreza, a Madre Teresa de Calcutá e o seu amor aos moribundos, Salve Joana d’Arc, guerreira, feiticeira e heroína; Salve Yemanjá.

Salve Allan Kardec, ciência, filosofia e religião; Salve Lutero e Calvino, amor e revolução; Salve Doutor Celso Charuri e a integração cósmica; Salve Joseph Smith e as placas de Mórmon; Salve Mokichi Okada, o Belo, Johrei e a Alimentação; Salve Masaharu Taniguchi e a verdade da vida; Salve Gerald Brosseau Gardner e o amor pela magia; Salve Lao Tse e os seus 81 poemas; Salve amado Mestre Hilarion e a todos os Mestres Ascensos; Salvem a todos os bons Xamãs.  

Salve da Vince por sua Genialidade, a Shakespeare, Michelangelo, Beethoven, Vivaldi e a todos aqueles que amam as artes. 

Salve o nosso irmão Chico Xavier, amor e mediunidade; Salve a Martin Luther King e o ativismo; Salve Mahatma Gandhi e a não violência; Salve Mandela e a luta pela liberdade.
Salve Sócrates com sua filosofia, loucura e humildade; Salve Darwin e a Evolução Natural; Salve Galilei por seu amor aos planetas e a Thomas Edison e seu amor pelas invenções; Salve Albert Einstein e o seu amor pela ciência e Sigmund Freud e seu amor em forma de Psicanálise.

E se você não for capaz de aderir com o coração a nenhuma dessas crenças, tente ao menos não atrapalhar as pessoas que aderem, e que de alguma forma, contribuem para que nosso mundo seja um lugar um pouco melhor.  

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

DEMONSTRAÇÃO DE POSSÍVEIS PROBLEMAS CAUSADOS PELA OBESIDADE POR MEIO DA FERRAMENTA DE MAPA MENTAL

Por Lucas Rafael




A obesidade é uma das doenças que mais crescem no Brasil. Há centenas de artigos e matérias explicando os diversos problemas que o excesso de peso pode provocar.  Para uma melhor visualização de alguns desses riscos, criei um diagrama baseado na ferramenta de Mapas Mentais. Com isso, tornar-se-ia mais claro os riscos da obesidade, assim como, pensar-se-ia em combater essa doença com mais seriedade.


ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTO SEMANAL POR MEIO DA FERRAMENTA DE MAPA MENTAL


Por Lucas Rafael





É mais que senso comum percebermos a aceleração do tempo em nossa era atual. Com centenas de compromissos em períodos tão curtos, mentalmente fazemos um planejamento de todas as atividades, horários e locais as quais devemos cumprir. Nosso cérebro organiza esses compromissos através de ramificações, que para as pessoas com mais facilidade, podem tornar-se variantes com decisões, podendo até estender-se para outro grupo de ramificações.
Quando os compromissos fogem do controle, é preciso anotá-los em uma agenda ou em um papel. Surge então, através da ferramenta de Mapas Mentais, uma maneira de organizar os nossos compromissos utilizando o mesmo sistema de ramificação que o nosso cérebro utiliza.
No modelo de minha autoria, foi criado um Planejamento Semanal. Todavia, é possível criar através dessa ferramenta, diversos planejamentos específicos com qualquer período de duração das atividades.  

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Sugestões para Contratação de Trabalhador com Deficiência

Por Lucas Rafael


Muitas empresas não estão preparadas para receber trabalhadores com algum tipo de deficiência ou situação de exclusão social. Há vários fatores que contribuem para que as empresas não se preparem para receber esses trabalhadores, como por exemplo, falta de informação, falta de profissionais com conhecimento nessa área, urgência na contratação de trabalhadores apenas por caráter de leis ou certificações, entre outros. 
Devido a esses fatores, o emprego apoiado surgiu para ajudar os profissionais em situação de exclusão, como também, o interesse da empresa. Com isso, através de diversas técnicas, será possível oferecer um trabalho certo para o trabalhador certo, aproveitando todas as habilidades e aptidões do trabalhador, podendo também, 
ter diversas chances de crescimento e contribuições para a melhoria do seu setor e de sua empresa. 
Através deste projeto, serão mostradas algumas ideias que poderão ajudar o profissional com risco de exclusão social a ter um trabalho digno e em uma área de seu interesse. Para isso, cito experiências pessoais adquiridas através de meu trabalho, já que, também tenho uma deficiência física, e ainda, ideias elaboradas com base no material didático do curso de emprego apoiado.

Link para ler o artigo completo:




quarta-feira, 4 de dezembro de 2013


Mãe,


Passei 15 anos de minha existência cuidando de ti.  Me lembro de nossas idas aos médicos, nós dois no meu carro, cantando 
e brincando. Me lembro das várias noites que eu passei ao seu lado nas diversas vezes em que você foi internada, me lembro das vezes que
eu te defendia quando alguém brigava ou falava mal de ti, me lembro de eu empurrando sua cadeira de rodas ou quando apenas
pegava água para você beber. Mas eu me lembro com alegria, porque você sabe o quanto eu te amo e o quanto eu quero o melhor para você.
Paixão da minha vida, obrigado por me ensinar a ter paciência, a me relacionar com as pessoas, a ter amor ao próximo, a ter fé,
a ser um ser humano.
Dona, meu amor, não me importa o que aconteceu em suas outras existências, o que aconteceu antes de eu nascer ou depois que eu nasci.
O quê me importa é que você saiba o quanto eu te amo!
E quantos filhos jovens, meu bem, que por causa de poucas coisas abandonam seus pais...por isso, eu agradeço a Deus pela chance de estar
ao seu lado até na hora de sua morte. E eu disse, eu disse várias vezes que iria cuidar de você e eu fiz.
Agora, você precisa se regenerar, se curar, estudar e aprender, pois quando nos encontrarmos novamente quero ver você bem
alegre e espiritualizada, para podermos completar outra missão juntos novamente.
Anjo, amor da minha vida, eu tenho umas coisinhas para fazer aqui na Terra e depois irei partir também. Vá preparando as coisas para
quando eu chegar, pois você não irá ficar livre de mim tão facilmente. Até lá, irei cuidar da nossa família aqui embaixo.
Até logo querida!

in memoriam - Maria Neusa de Moura
28/11/2013



quinta-feira, 21 de novembro de 2013

I quiero Você


(por Lucas Rafael) 

Tempo de manger, tempo de ameir,
c'est le temps de célébrer,
your eyes are like two shining stars,
because Meine Liebste,
mi corazon tienes tanto para amar...

Dive into fire and feel my desire,

Due occhi brillanti, profondi come il mare,
Ich can't esperar,
Io affondo dentro te!

Llena el aire con mis antojos y prende el fuego en mi corazon,

Eu te desejo mit jedem Wort das du sprichst ,
I amo usted ma cherie,
Ahora eu can scream,
Ich quiero usted toda para mim.

sábado, 16 de novembro de 2013

Arte do Ikebana

Iquebana de 10cm de altura que eu fiz na aula de Artes no dia 14/11/2013 com a professora Sandra Chiaranda .
Iquebana "vivificação floral" é a arte japonesa de arranjos florais. 
O arranjo floral japonês cria uma harmonia de construção linear, ritmo e cor. 
A estrutura de um arranjo floral japonês está baseada em três pontos principais que simbolizam o céu, a terra e a humanidade.
Gostei muito de conhecer esse tipo de arte, com toda certeza eu irei praticá-la daqui em diante.






Iquebana que eu fiz de 10cm de altura



Referências:





quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Crítica - Uma Janela para a Felicidade



Uma Janela para a Felicidade
Autor: Sônia Tozzi / Irmão Ivo
Crítica: Lucas Rafael

O livro Uma Janela para a Felicidade psicografado por Sônia Tozzi, com a ajuda de Irmão Ivo, lançado em Dezembro de 2012, nos traz em uma linguagem simples e direta, já escrito de acordo com a nova gramática portuguesa, a história da jovem Nancy, nascida com uma deficiência física, sem as pernas e apenas com um braço atrofiado.  
Ao início da trama, Nancy se revolta e se entristece com sua condição física, querendo assim, isolar-se do mundo.   Sua família também sente-se desconfortável com sua condição, não sabendo o que fazer, optam por deixar que a vida se encarregue de Nancy, fechando assim, os olhos para a aparência da menina.
Mas, como nada é por acaso, Nancy tivera uma irmã chamada Clara, que sempre a amou incondicionalmente, além de uma cuidadora chamada Vilma, formando então, dois grandes alicerces sólidos que não deixavam Nancy cair.
Com o exemplo de Clara, a família da Nancy foi entendendo a condição de Nancy e o motivo dela ter nascido assim. E com o passar do tempo, muito estudo e fé, as pessoas envolvidas na trama passaram a entender, respeitar e a admirar Nancy.
Esse livro nos conta uma história que não é nada incomum em nossa sociedade. O preconceito com relação as pessoas com deficiência, faz com que, além da família do deficiente, até ele mesmo, crie barreiras para viver, e ainda, alimenta a ideia de que eles não possam ajudar, criar, trabalhar, ou simplesmente, não conseguem fazer nada, tornando-se pessoas incapazes de tudo.
De acordo com as minhas experiência pessoais, tenho visto que a família é extremamente importante para o apoio das pessoas com deficiência. Infelizmente, há muitas famílias que abandonam ou simplesmente ignoram uma pessoa deficiente em sua própria casa, fazendo com que o portador de necessidades especiais seja descriminado, tanto fora, como dentro de sua casa.
Todavia, tenho presenciado casos que embora a família não seja muita atenciosa, há um parente que sempre ajuda e compreende mais que os outros, mostrando-se assim, que ninguém está totalmente desamparado. 
Todos temos uma missão aqui na Terra, independente de nossas limitação e de nossas deficiências.
O livro está dividido em capítulos curtos e diretos, tornando-se atrativo para a leitura das 379 páginas. Além disso, o que me chamou muita atenção, foi que ao final de cada capítulo, há uma mensagem com ensinamento em anexo, com sua respectiva referência, possibilitando assim, que possamos refletir aos acontecimentos de cada capítulo da história.

06/11/2013

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Resultado do ENADE 2012

Saiu o Resultado do ENADE de 2012, quanto orgulho da minha Faculdade, quanto orgulho da minha formação. Curso de Gestão Empresarial da FATEC de Piracicaba, 1° Lugar na avaliação do ENADE e eu ajudei a conquistar essa posição :)







domingo, 1 de setembro de 2013

Como fazer uma crítica construtiva na Gestão

Por Lucas Rafael



Ao assistir uma palestra  sobre empatia, foi-me apresentada uma pequena grande fórmula chamada PNP (Positivo, Negativo, Positivo).
É comum observarmos no ambiente de trabalho, líders, coordenadores e gestores serem objetivos e diretos na crítica aos seus liderados. Todavia, esse método encontra-se ultrapassado, já que a rotatividade de emprego no tempo atual é muito grande, com isso, uma crítica dependendo da forma a qual fora apresentada, poderia abalar  uma estrutura erguida com elogios e esforços, podendo causar, até mesmo,  a desistência do trabalho. 
Quando uma crítica faz-se necessária, poderia-se então, a utilização da fórmula PNP.
No momento em que o gestor observar a crítica, ele poderá levantar, analisar e dizer ao liderado todos os seus pontos fortes e qualidades desenvolvidas no ambiente profissional e pessoal. Isso fará com que o liderado saiba que o gestor havia notado as suas competências em outrora.  Depois, segue então, a crítica.
Após receber a crítica, o liderado poderá sentir-se menos revoltado e dependendo do caso, até culpado em alguns aspectos, assim, obtendo-se então, uma maior reciprocidade da crítica. Por último, o gestor deverá finalizar com mais elogios e um voto de confiança. Assim, o liderado ficará mais motivado, aliviado e disposto a mudar, mesmo após receber uma forte crítica.


Imagem da Internet ( Hank, um exemplo de bom líder. (Caverna do Dragão))
01/09/2013
    

sábado, 10 de agosto de 2013



25 anos e eu ainda não aprendi a falar todos os idiomas que eu quero, ainda não tenho meu MBA, nem ao menos, tornei-me um mestre de xadrez. Mas aprendi que na vida todos temos uma missão, um objetivo. Aprendi que cada alma possue um tempo e um estado de evolução, por isso, todos devem ser respeitados. Aprendi também, que a existência é passageira, enquanto a vida é eterna. Precisei passar por provas difíceis para aprender a enxergar sem usar os olhos. Aprendi ainda que é preciso aceitar as pessoas como elas são, e acima de tudo, aprendi a me aceitar como eu sou. Aprendi a não ter medo de lutar pelos meus sonhos e a não temer a vida por ser diferente das outras pessoas...
E por eu ter aprendido essas lições básicas de vida, já valeu a pena ter vivido.


Lucas Rafael -  19/8/2013

   

segunda-feira, 8 de abril de 2013

DESCRIÇÃO DO SISTEMA RFID NO AEROPORTO DE LAS VEGAS


Por Lucas Rafael



RFID (radio frequency identificacion)  é uma tecnologia que utiliza uma freqüência de rádio para a captura de dados. O mais comum é armazenar dados através de um microchip e colocá-lo em uma etiqueta, animal ou pessoa. 

Essa tecnologia existe desde os anos 40 e veio para complementar à tecnologia do código de barras.  A tecnologia RFID obtém maior vantagem em relação ao código de barras, desde a velocidade de leitura e a distância do leitor e o microchip, além disso,  é possível utilizar a RFID em ambientes que as etiquetas de código de barras comuns poderiam estragar com mais facilidade, como por exemplo, ambiente mais úmido ou de maior dificuldade ao acesso de leitura.

Em 30 de agosto de 2012 o novo Terminal 3 do McCarran International Airport, em Las Vegas, usado para voos domésticos e internacionais, foi inaugurado com um sistema RFID para rastrear as bagagens.  A solução foi fornecida pela Vanderlande Industries, com software integrado ao sistema de gestão do aeroporto, da Technologies Alliant, para ampliar o sistema RFID existente (SWEDBERG, 2012a)

O novo sistema do terminal compreende 55 leitores RFID fixos que monitoram os movimentos de bagagens que passam ao longo da instalação transportadora,  o que inclui 73 desviadores de alta velocidade e 32 carrosséis.

O software fornece ao sistema de triagem três camadas de funcionalidades :  gerenciamento dos dados da bagagem, fornecimento de controles localizados para o sistema de transporte de lógica programável e gerenciamento dos dados de leitura RFID.

O aeroporto utiliza tecnologia UHF EPC Gen 2 dentro Terminais 1 e 3, que também tem a capacidade de gravar dados para as tags a qual é uma tecnologia  que as companhias aéreas poderiam usar para fornecer aos passageiros frequentes etiquetas reutilizáveis que podem ser codificados com dados sobre o destino de uma mala.



Como funciona?

No checkin, um empregado da companhia aérea coloca uma etiqueta com microchip na bagagem do passageiro  com os dados de embarque e o seu destino.  Depois a bagagem é passada por uma triagem no terminal 3 que contém 16 máquinas de triagem alinhadas que verificam cada volume na busca de explosivo antes de encaminhar para o voo correto.

Quando uma mala é colocada no transportador, passa sob um leitor que interroga o identificador único do RFID e encaminha o número de identificação para o software de banco de dados residente no VIBES do aeroporto.

No Terminal 3, o aeroporto também instalou 130 quiosques de auto-check-in onde os passageiros podem imprimir suas próprias tags RFID. Para usar um quiosque, um passageiro deve apresentar o cartão de crédito e pagar uma taxa por mala, se necessário. Com isso, diminui-se o tempo de check-in.





REFERÊNCIAS

O que é RFID. Disponível em:  http://www.gta.ufrj.br/grad/07_1/rfid/RFID_arquivos/o%20que%20e.html.  Acesso em 08 de Abril de 2013.



Aeroporto de Las Vegas amplia sistema para controle de bagagens. Claire Swedberg. Disponível em: http://brasil.rfidjournal.com/estudos-de-caso/vision?9857/ . Acesso em 08 de Abril de 2013.

domingo, 24 de março de 2013

ANSIEDADE NO XADREZ







Por Lucas Rafael
 




É normal para os iniciantes no jogo de xadrez terem muita ansiedade para dar o xeque mate. No xadrez, como na vida, é preciso ter muita paciência.

Quando estamos prestes a fazer uma jogada única, ou seja, aquela jogada que você ganha ou perde o jogo, várias dúvidas passam em nossas cabeças.

Devemos analisar com cautela e refletir todas as possibilidades  com todas as peças. Para chegar a esse ponto, é essencial  que se tenha uma boa estratégia, pois sem um bom plano, raramente o jogador irá vencer uma partida contra um oponente um pouco mais experiente.

Não é raro encontrarmos jogadores de todos os níveis que pecam por ansiedade. Os motivos podem ser diversos, não necessariamente por não ter visto a jogada, mas  por querer capturar uma peça de grande valor, por medo de se arriscar ou levar um xeque-mate.

Para treinar a paciência no xadrez, eu recomendo a resolução de exercícios sem o controle de tempo, assim,  o estudante enxadrista poderá optar pela melhor jogada sem sofrer pressão do adversário e do relógio.

É necessário certo tempo até que o estudante comece a solucionar pequenos problemas, mas com treinamento ele poderá resolver os exercícios cada vez mais rapidamente, com isso, poderá também, enxergar jogadas antecipadamente ao seu adversário.

Nesse exercício (Anexo), é possível ver claramente uma jogada de vida ou morte no xadrez.

As peças brancas precisam dar o xeque-mate, caso contrário, as peças pretas vencem com o movimento: Dama captura Cavalo em g2, dando xeque-mate.

Então, qual é o melhor lance?

Nesse momento, não podemos ser gananciosos e capturarmos o Cavalo preto em d8. Qualquer peça que o peão branco possa vir a coroar, não seria o suficiente para vencer a partida, já que, depois dessa jogada, seria a vez das pretas e elas iriam dar o xeque-mate.

A resposta desse problema está em coroar o peão c8, mas não é coroar qualquer peça. Geralmente quando coroamos, escolhemos logo de cara a peça mais ofensiva do xadrez, a Dama. Mas nesse caso, se escolhermos a Dama, também perderíamos o jogo, pois ela não estaria atacando o Rei preto diretamente.

 Então, a melhor opção é coroar o peão escolhendo o Cavalo branco, assim, as brancas dariam xeque-mate nas pretas porque não há como o Rei preto defender-se desse lance. 



REFERÊNCIAS: Texto de minha autoria.