segunda-feira, 28 de março de 2016

O Teste de Vibração Positiva com Feijões



Há um certo tempo veio estudando Física Quântica , Programação Neuro Linguística e a Teoria do Pensamento Positivo.
Após ter aprendido um grande conteúdo teórico, chegou a hora de começar a por em prática e nada melhor do que eu ser o meu prórpio campo de pesquisa.
Foi então que, baseado no livro "Você pode Curar sua Vida " de  Louise Hay , eu comecei a por em prática as mudanças de pensamentos, visualizações e a controlar os pensamentos negativos. Com isso, muitas coisas mudaram na minha vida, como por exemplo, adquiri mais confiança, melhorei minha vida financeira e experimentei novas experiências em diversas áreas de minha vida.
Após ter  ouvido falar sobre o Trabalho de Cristais de Água do Dr. Masaru Ermoto, onde ele mostrava que sentimentos positivos podem melhorar e embelezar as estruturas da água , assim como os sentimentos negativos podem enfeiar ou danificar essas estruturas;  comentei para um colega sobre esse assunto e ele me disse se eu nunca havia feito anteriormente o teste dos feijões.
Eu nunca havia ouvido falar sobre isso, foi então que ele me explicou como fazer e eu pus o teste em prática.
Segue abaixo o resultado  obtido através desse teste. Que tal você fazer também ?




OBJETIVO:  Analiser se a influência de sentimentos positivos podem alterar, acelerar ou interferir no crescimento / desensolvimento em um ser vivo



MÉTODO: Colocar dois grãos de feijões em duas bolas de algodão em duas xícaras adicionando água todos os dias na mesma quantidade. Deve-se trocar de posição das xícaras todos os dias  invertendo as mesmas de seus lugares para que  não haja influência de local ou exposição de luz suficientes para alterar  mais o desenvolvimento de uma planta do que da outra.




PRIMEIRO DIA:   11/07/2015




Coloquei dois grãos de feijões aparentemente iguais em duas xícaras. Escrevi a palavra "Amor " na xícara onde estava o feijão o qual eu iria fazer orações, mentalizações e vibrações positivas, além de estender a mão sobre essa xícara para vibrar minha energia diretamente com ela.
Ao decorrer da semana , todas as noites eu tirava a xícara "Amor" de onde ela estava e separava da outra, e então começava a orar,  mentalizar pensamentos positivos e abençoar esse feijão e depois de ter feito tudo eu colocava a xícara ao lado da outra novamente.





19/07/2015

Depois de alguns dias os feijões começaram a brotarem e a crescerem.  A principio, o feijão que não estava recebendo vibrações  positivas começou a se desenvolver mais rapidamente do que o outro que recebia vibrações positivas e isso me desanimou um pouco. Entretanto, continuei com o trabalho e mantive as vibrações positivas e dentro de alguns dias o feijão que recebia essas vibrações começou a se desenvolver mais rapidamente tornando-se maior do que o outro feijão.








26/07/2015

Depois que comecei a presenciar com meus prórpios olhos os resultados  obtidos,  eu me animei ainda mais 
e comecei a vibrar com mais intensificação  e  no dia 26 de Julho de 2015,  tirei algumas fotos, fiz uma medição simples nos pés de feijões e conclui o trabalho.


O feijão que recebeu  as vibrações positivas chegou a atingir 24 cm de altura  enquanto o outro 18 cm. Além disso,  esse feijão do " bem " ,  ficou mais bonito que  o outro e viveu por mais tempo também.



 


CONCLUSÃO 

Foi muito gratificante fazer esse teste e por em prática os ensinamentos que eu havia aprendido no livro de Louise Hay. Eu já havia feito esse trabalho aplicado em mim mesmo e obtive grandes resultados aumentando a minha habilidade para relacionamentos e minha vida profissional e financeira.  E eu não tive nenhum custo e nenhuma contra - indicação ao utilizar esse método. 
Recomendo a todas as pessoas, que assim como eu, já foram ateus, céticos ou agnósticos, que façam um teste com  feijões ou  com elas mesmas, e assim, ajudarão a perceber que nós atraimos tudo o que emanamos, seja  através de nossos atos, palavras ou através dos nossos pensamentos, e também, perceberemos que nós somos responsáveis pelas nossas próprias vidas e escolhas.  
Todos somos parte de uma energia cósmica criado por uma Inteligência  Maior e Universal e não há nada melhor do que vibrarmos positivamente na frequência dessa energia.






Lucas Rafael de Moura
27/03/2016





Referências

As palavras podem formar cristais na água? -> http://www.universoracionalista.org/as-palavras-podem-formar-cristais-na-agua/

Resumo do livro: «VOCE PODE CURAR A SUA VIDA» (Louise L. Hay) -> https://grupodeajuda.wordpress.com/2010/05/16/resumo-do-livro-%C2%ABvoce-pode-curar-a-sua-vida%C2%BB-louise-l-hay/







terça-feira, 15 de dezembro de 2015

O terno

Lucas Rafael







Lá vem um terno babaca em um lugar onde só se faz calor;
Um terno que se orgulha das suas grandes pequenas conquistas, 
cego e feliz, em um sistema completo de dor;
Às vezes  é preciso ser um terno babaca para se ter algum valor;
Um terno pode ser babaca na religião, dinheiro, status e amor;
E mesmo eu usando um terno babaca, não perco de vista a essência de quem eu sou

terça-feira, 13 de outubro de 2015

PORTADOR DE CMT PODE TRABALHAR COMO PCD?

Artigo de minha autoria sobre o qual eu tiro algumas  dúvidas sobre vagas PcD's e oriento os portadores de Charcot Marie Tooth sobre o direito de candidatar-se a vagas para deficientes no setor privado e também no setor público.


Link Original:

http://abcmt.org.br/doc/boletim9.pdf
http://abcmt.org.br/category/boletim/


PORTADOR DE CMT PODE TRABALHAR COMO PCD? 
Lucas Rafael de Moura - Representante da ABCMT no interior de São Paulo

Muitas pessoas ouvem falar sobre PcD ou vagas para PcD`s, entretanto não sabem o que significa, ou ainda, têm muitas dúvidas se pode ser considerado um PcD ou não. Mas o que é PcD? Quem tem a síndrome de Charcot-Marie-Tooth pode ser caracterizado como PcD e trabalhar em alguma vaga reservada às pessoas com deficiências? Pode-se prestar concursos públicos concorrendo como candidato com deficiência? A resposta é SIM! Eu sou portador de CMT de grau moderado e já trabalhei em algumas vagas para PcD, e, atualmente, trabalho em uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Nesse artigo irei explanar alguns pontos para aqueles que tem algumas dúvidas sobre esse assunto. PcD é uma sigla que significa Pessoa com Deficiência. É utilizada para se referir às pessoas que possuem limitações permanentes (pessoas com deficiência visual, auditiva, física ou intelectual). São consideradas limitações permanentes quando a pessoa nasce com limitações ou as adquire no decorrer da vida (acidentes ou doenças diversas); e, não tem cura, ou seja, a pessoa deve se adaptar àquela situação. Com o aumento do número de pessoas com deficiência no Brasil, o governo adotou uma medida para incluir essas pessoas no mercado de trabalho. Foi então que a lei de cotas foi criada em 1991, incentivando as médias e grandes empresas a contratarem deficientes. LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991, lei de contratação de Deficientes nas Empresas; lei de cotas para Deficientes e Pessoas com Deficiência. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência e dá outras providências a contratação de portadores de necessidades especiais. Art. 93 - a empresa com 100 ou mais funcionários está obrigada a preencher de dois a cinco por cento dos seus cargos com beneficiários reabilitados, ou pessoas portadoras de deficiência, habilitadas, na seguinte proporção: - até 200 funcionários.................... 2% - de 201 a 500 funcionários........... 3% - de 501 a 1000 funcionários......... 4% - de 1001 em diante funcionários... 5%
Mas como eu faço para concorrer a uma vaga para PcD? Antes de tudo é preciso que você tenha um Laudo Médico diagnosticando a sua deficiência, o que ela causa e o seu respectivo CID (Código Internacional de Doenças). No meu caso, nos laudos estão descritos a Síndrome de Charco-Marie-Tooth, meu déficit de movimentação dos pés, equilíbrio comprometido e atrofia da massa muscular nas pernas, e com o CID 10 – G60.0 É importante que os laudos sejam atualizados a cada 6 meses. Feito isso, é só você apresentar esse laudo na empresa quando for fazer a entrevista e no ato da contratação, assim você já estará apto a trabalhar como PcD. Para prestar concursos como candidato deficiente, é preciso verificar as instruções do edital do concurso para concorrer às vagas reservadas. Normalmente, é solicitado o envio do laudo original , ou cópia autenticada, recente, de 6 meses até a data especificada no edital do concurso.*

domingo, 23 de agosto de 2015

São Paulo adere à Campanha Setembro Azul 2015





A Associação Brasileira dos Portadores de Charcot-Marie-Tooth (ABCMT) realizará, no mês de setembro, ações que visam chamar a atenção e conscientizar a população a respeito da doença que afeta uma em cada 2,5 mil pessoas no mundo. A campanha Setembro Azul contará com atividades em pelo menos dez estados brasileiros, além do Distrito Federal, Estados Unidos e Portugal. Em algumas cidades, prédios públicos e monumentos históricos receberão iluminação azul e os servidores serão convidados a usar roupas e acessório azul em dia especifico do mês de setembro.
Atualmente, a síndrome, considerada a principal neuropatia de origem genética, tem cerca de 80 mil portadores no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde. Este distúrbio do sistema nervoso é transmitido geneticamente e tem sintomas lentos, mas progressivos, sendo que seu desenvolvimento varia de pessoa para pessoa. A CMT causa alterações motoras nas pernas, nos pés, nos braços e nas mãos. Entre os sintomas mais presentes estão alterações, atrofias e perda de força nos membros inferiores e superiores. Em alguns casos pode ser necessário o uso de órteses, andadores ou cadeiras de rodas.
Outro objetivo da Campanha Setembro Azul é aumentar o número de cadastros de portadores e familiares da doença, além de profissionais da área da saúde no site da Associação (www.abcmt.org.br). “Acreditamos que desta forma conseguiremos dividir conhecimento com outras pessoas que também têm a doença diagnosticada”, afirma Angela Merici, presidente da ABCMT.
Ainda não existem tratamentos para a CMT, porém os portadores buscam formas que podem minimizar seus graves sintomas, entre eles: fisioterapia para o fortalecimento muscular e alongamento para evitar a perda muscular; terapia ocupacional para auxiliar a enfrentar as dificuldades no dia-a-dia; aparelhos ortopédicos para colaborar com a mobilidade e prevenir lesões.

Sobre a Associação Brasileira de Portadores de Charcot-Marie-Tooth (ABCMT): fundada em 2011, no município de Ribeirão Preto, em São Paulo, é uma associação civil, sem fins lucrativos e sem caráter religioso ou político-partidário. Sua atuação é em âmbito nacional e ocorre através de seus 12 representantes presentes no Ceará, Espírito Santo, Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. Seu objetivo é disseminar informações e pesquisas clínicas sobre a doença, além de promover a inserção social dos portadores de Charcot-Marie-Tooth. Outras informações podem ser obtidas no site www.abcmt.org.br.

Depoimento de portador:
Eu, Susi Kelly Benevides, sou portadora da Síndrome de Charcot-Marie-Tooth (CMT). A descobri, quando tinha 18 anos de idade, hoje tenho 44 anos, em 1989, época em que essa síndrome era pouco conhecida no Brasil. Fui diagnosticada graças a um médico da Unicamp Campinas, que tinha acabado de voltar de um Congresso Internacional, e desconfiou de minhas decorrentes inflamações em tendões da mão (devido ao trabalho que exercia), das quedas quando criança e do meu pé cavo (cirurgia ortopédica aos 8 anos de idade); me encaminhou à São Paulo (capital) para fazer um dolorido e pago exame de Biopsia. Depois de 2 meses, chegou por carta, o resultado em minha casa, dizendo que eu era mesmo portadora de CMT, e ouvi do médico: “Você é portadora, não morrerá disso e sim com isso, é  genético e se tiver filhos eles também poderão ter”, uma frase que por toda minha existência ficou registrada com muito peso, e nesse momento decidi nunca ser mãe, pois nunca iria querer que meu filho(a) passasse pela humilhação que sempre passei em minha infância – onde não conseguia pular corda, correr e exercer atividades físicas corriqueiras e comuns de qualquer criança – pois sempre tinha uma criança “debochando”.
Enfim, já nessa minha fase adulta, entendo que a CMT é mais grave do que se conhece, que nós portadores não morremos disso, mas sofremos progressivamente com o agravamento dos sintomas, com o desconhecimento e falta de interesse dos médicos e poder público em pesquisas e qualidade de vida a todos os portadores de Charcot-Marie-Tooth.
Encontrando a ABCMT – Associação Brasileira dos Portadores de CMT vi uma esperança, um real interesse em reunir portadores, mobilizar e conscientizar a população; um fortalecimento na união de portadores que sofrem desde criança com algo desconhecido por muitos.

Fonte:
http://www.iaol.com.br/jornalolegado/texto.php?id_artigo=6016&C=163&S=0

domingo, 14 de setembro de 2014

CIRCULO VICIOSO: AUTO-SABOTAGEM

Por Lucas Rafael

Os mesmos desejos, os mesmos erros de vidas passadas, os mesmos erros dos antecedentes e ancestrais; os mesmo erros dos pais, os mesmos erros dos familiares, os mesmos erros iguais.
Os mesmos relacionamentos, as mesmas paixões, as mesmas características e perfis de parceiros, as mesmas decepções, as mesmas frustrações, a mesma paixão pelos mesmos erros, todas iguais.
Os mesmos trabalhos e empregos, os mesmos patrões, os mesmos colegas, as mesmas fofocas, as mesmas competições internas, as mesmas invejas e as mesmas reclamações. Os mesmos caminhos, Hobbies, atividades e gosto de todos, o mesmo padrão, o mesmo estilo de vida, o mesmo erro de todos, os mesmos erros iguais.
 Os mesmos pensamentos negativos, as mesmas desconfianças, as mesmas intrigas, as mesmas raivas e cobiças, as mesmas dores e lamentações, o mesmo estresse de todos, as mesmas doenças e vícios, os mesmos crimes, as mesmas traições, o mesmo comportamento todos os dias, o mesmo desejo de vingança, o mesmo egocentrismo, a mesma falta de solidariedade, empatia, altruísmo e amor...
 Por que não fazer dessa vez diferente, e não deixarmos de sermos iguais?  

terça-feira, 1 de julho de 2014

Dicas para tornar-se um bom jogador de Xadrez

Por Lucas Rafael

A maioria das pessoas que dizem que sabem jogar xadrez, na verdade sabem mover as peças, e às vezes, fazem os movimentos de forma errônea, sem sentido ou irregular.  
No xadrez, assim como qualquer esporte ou área científica, é preciso que se tenha muita prática e muito estudo.
Segue abaixo algumas dicas para começar a desenvolver melhor o seu jogo:

Tabuleiro
- O xadrez é uma simulação de guerra. Sendo assim, podemos considerar o tabuleiro como um “Campo de Batalha”. Portanto, é preciso conhecer bem as casas do tabuleiro, as linhas, colunas, diagonais, posição do tabuleiro e as posições iniciais das peças;

Literatura
- Escolha uma literatura básica para estudar. Infelizmente a parte mais prazerosa do xadrez, que é a prática, evolui muito lentamente o desenvolvimento do jogo. Sendo assim, recomendo a começar o estudo enxadrístico através de livros para jogadores iniciantes. 
O melhor livro que eu li o qual aborda desde o básico até o avançado, é o clássico “Meu Sistema”, escrito pelo Grande Mestre Nimzovich;

Abertura
A maioria dos iniciantes gostam de aprender, e com isso, passam muito tempo estudando as aberturas do xadrez.  De acordo com a Oxford Companion to Chess, existem mais de 1320 aberturas e variantes no jogo de xadrez. Por isso, recomendo que se estude apenas 1 abertura para as peças brancas e 1 abertura para as peças pretas. Com isso, o estudante fica mais focado e tem mais chances de desenvolver o seu jogo;

Jogue com jogadores mais fortes
Muitas pessoas gostam de jogar algo desde que tenham muitas chances de vencer. No entanto, para aprender e a melhorar-se, é preciso que se aprenda com os jogadores mais experientes. Se não for possível jogar sempre com jogadores mais fortes, observe eles jogarem ou analise partidas de grandes jogadores no passado. Em resumo, você aprende muito mais perdendo para jogadores mais fortes do que ganhando de jogadores mais fracos;


Exercícios

Procure sempre fazer exercícios do jogo de xadrez em todos os aspectos. A maioria dos estudantes gostam de exercícios táticos, os quais são muito importantes, todavia é preciso que se exercite também o meio jogo, a parte estratégica, e principalmente, os finais das partidas.

terça-feira, 29 de abril de 2014

A gente aprende

Por Lucas Rafael

A gente aprende que as dificuldades não podem ser desculpas, pois a vida também é sinônimo de dor e cabe a cada um de nós aliviarmos os nossos próprios sofrimentos.
E a gente aprende que a inteligência, conhecimento e a sapiência são qualidades distintas, assim como podemos ter todas de uma só vez, ou não termos nenhuma ao mesmo tempo.
E nós também aprendemos que ganhar dinheiro é fácil, o difícil é arcar com o preço de consegui-lo.
A gente aprende a conviver com milhares de pessoas e ficarmos sozinhos ao mesmo. Mas também, aprendemos a estarmos sozinhos, entretanto, estarmos guiados por algumas (pessoas).  
Aprendemos que o amor é diferente de paixão, assim como aprendemos a se apaixonar, a se apaixonar por uma noite e a passar uma noite com alguém sem se apaixonar.
Aprendemos duramente que a imperfeição é muito grande, por enquanto, muitas coisas não poderão mudar. Tristemente, aprendemos que é mais fácil alguém muito inteligente aprender a disfarçar a sua inteligência para que se consiga a conviver ao meio dos ignorantes, do que aos ignorantes se esforçarem para serem inteligentes e tentarem compreender alguém em busca de um desenvolvimento maior.
Por mais louco que seja, aprendemos que a doença é importante para que o homem aprenda a desacelerar seus pensamentos e ambições, e que a morte é uma benção e não uma desgraça, já que o mais importante é como se vive e o que se faz para se viver.